domingo, 29 de janeiro de 2017

Irreverente, padre que dá “pedala, Robinho” em crianças enche igreja e é querido por fiéis


A missa começa às 10h, mas às 9h chegam crianças de todas as idades e procuram uma das cadeiras vermelhas para sentar. Sim. Vermelhas, acolchoadas e com uma capa para ficarem padronizadas. Sem o tradicional banco de madeira, elas apenas abaixam o assento e aguardam. O que fazem ali? Sabem de cor: “aprender a rezar, respeitar a família e serem abençoadas”. Embora o aprendizado seja o esperado para um lugar religioso, o ritual vai além dos padrões tradicionais.

Famoso após a publicação de um vídeo em que mostra uma forma “inovadora” de abençoar as crianças durante a celebração religiosa, o padre José Roberto Angelotto, 45 anos, é a espontaneidade em pessoa. Os cascudos seguidos de uma série de “pedala, Robinho” publicados na web são uma marca do pároco. Ele passa pelas crianças, brinca, puxa o cabelo, dá um tapinha. O certo é que não adianta as mães fazerem penteados diferentes nas meninas, certamente elas sairão da missa com cabelo bagunçado.

Em Ceilândia, na Paróquia Ressurreição, as paredes são vermelhas como as cadeiras. Sete sinos tocam a cada hora do dia e a missa tem quase duas horas de duração. A reforma é toda de responsabilidade de Angelotto, que fez campanhas, rifas e modernizou toda a paróquia. “Ele está aqui há 10 anos. Antes, tinham uma igreja velha. Hoje, nossa paróquia é disputada para a realização de casamentos. Ele tem muito carinho por todos”, afirmou a coordenadora da pastoral da melhor idade, Maria das Graças Amorim.


MANOELA ALCÂNTARA


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo Confidencial com o Professor e Escritor Endrison dos Santos

    O professor e agora de fato escritor foi surpreendido com um arquivo confidencial pelas amigas e familiares! O escritor comentou ao noss...