domingo, 12 de fevereiro de 2017

Spider superou a juventude e o porte físico de Derek Brunson



Uma sucessão de derrotas e questionamentos sobre o seu futuro foram situações que Anderson Silva precisou aprender a lidar nos últimos dois anos. Acostumado a enfileirar adversários, Spider não vencia uma luta desde 2012. Sem o cinturão do Ultimate, passou a semana dizendo que atua por prazer e amor ao esporte que pratica desde a adolescência. E, aos 41 anos de idade, fez sua habilidade e sua experiência superarem a juventude e o porte físico de Derek Brunson, dando ainda lampejos dos seus grandes momentos, por meio de chutes rodados e domínio no octógono. A vitória por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27) na co-luta principal do UFC 208, no Brooklyn, em Nova York, levou o brasileiro a quebrar um jejum de quatro anos e quatro meses e o recolocou no caminho trilhado desde o início de sua trajetória na modalidade.

Confira os resultados completos do UFC 208:

CARD PRINCIPAL
Germaine De Randamie venceu Holly Holm por decisão unânime (triplo 48-47)

Anderson Silva venceu Derek Brunson por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)
Ronaldo Jacaré venceu Tim Boestch por finalização aos 3m41s do R1
Glover Teixeira venceu Jared Cannonier por decisão unânime (triplo 30-26)
Dustin Poirier venceu Jim Miller por decisão majoritária (28-28, 30-27 e 29-28)

CARD PRELIMINAR
Belal Muhammad venceu Randy Brown por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Wilson Reis venceu Yuta Sasaki por decisão (triplo 29-28)
Islam Makhachev venceu Nik Lentz por decisão unânime (30-25, 30-25 e 30-27)
Rick Glenn venceu Phillipe Nover por decisão dividida (27-30, 29-28 e 29-28)
Ryan LaFlare venceu Roan Jucão por decisão unânime (30-26, 30-27 e 29-28)

Globo Esporte
Por Evelyn Rodrigues e Marcelo Barone
Direto de Nova York, EUA