domingo, 24 de setembro de 2017

Horário de verão poderá ser extinto


O horário de verão está previsto para começar no dia 15 de outubro e terminar em 17 de fevereiro do próximo ano. Mas, na avaliação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a adoção do horário de verão para gerar economia de energia no Brasil não se justifica mais.

O governo federal analisa a manutenção ou encerramento do horário de verão. Estudos sobre a viabilidade da manutenção do horário de verão, que abrange nove estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além do Distrito Federal (Brasília), estão sendo conduzidos no âmbito do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), que reúne diversos órgãos governamentais ligados ao setor elétrico.

As pesquisas apontam para o fato de que a adoção da hora adiantada não resulta mais em economia de energia, uma vez que a temperatura é quem determina o maior consumo de energia e não a incidência da luz durante o dia.

O governo estuda a possibilidade de consultar a sociedade sobre a adoção ou não do horário de verão este ano. A decisão precisa sair rápida e está nas mãos do presidente Michel Temer e do ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho.

Existe a possibilidade de se lançar uma enquete no Portal do Planalto na próxima semana. O governo quer saber se - mesmo não havendo economia de energia - a sociedade quer ter a sensação de ter uma hora a mais no dia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário