domingo, 5 de novembro de 2017

Primeiro dia do Enem tem 273 desclassificados e abstenção de 30,2%



O primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 teve 273 participantes eliminados, de acordo com informações divulgadas pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, em coletiva de imprensa neste domingo (5). Em 2016, foram registradas 3.942 eliminações no primeiro dia, e outras 4.780 no segundo dia.

Conforme o ministro, do total de eliminados, 264 descumpriram as regras gerais do edital. Outros nove se negaram a passar pelo detector de metal, uma das estratégias de segurança adotada no exame a partir deste ano. Não foi identificado nenhum caso de candidato usando ponto eletrônico, apenas uma pessoa que usava um fone de ouvido, que foi desclassificada.

“A própria divulgação de que estamos utilizando equipamentos que identificam o uso de transmissores deve ter inibido os malfeitores que tentam ir no caminho dessa fraude”, afirmou o ministro Mendonça Filho. Neste ano, pela primeira vez foram utilizados detectores de ponto eletrônico.

O Inep também identificou dois casos de pessoas que saíram do local da prova antes do horário e também foram eliminadas. Um candidato foi identificado com um cigarro de maconha no bolso, mas pôde concluir a prova.

Duas turmas não conseguiram concluir a prova por falta de energia, uma em Tersina (PI) e outra em Uruaçu (GO). Esses alunos terão refazer a prova em dezembro e, segundo o Inep, não serão prejudicados.

Abstenções

Do total de 6.731.344 inscritos confirmados no dia da prova, 30,2% não compareceram. A abstenção reforça a importância das novas regras de isenção e justificativas de ausência lançadas este ano. Nesta edição do exame, o participante isento do pagamento da taxa de inscrição do Enem 2017 que não compareceu às provas e não justificar essa ausência do sistema de inscrição do Enem 2018, por meio de documento legal, perderá o direito a nova isenção.

A exceção são os concluintes do Ensino Médio na rede pública, que são automaticamente isentos, conforme Portaria Ministerial nº 468, de 3 de abril de 2017; e do Edital nº 13, de 7 de abril de 2017. No ano passado, o prejuízo aos cofres públicos com a ausência de participantes foi superior a R$ 226 milhões. Uma média de 50% dos participantes que solicitaram a isenção em 2016 não compareceu.

Na avaliação do ministro, o modelo do Enem aplicado em dois domingos se mostrou bastante interessante, com grande aceitação dos participantes. “O clima foi de normalidade, praticamente uniforme no Brasil como um todo. Foram poucos casos e situações que exigem uma atenção operacional a mais por parte dos consórcios e de todo o Ministério da Educação, que está mobilizado, via Inep, para a aplicação do Enem 2017. Isso se traduz em mais tranquilidade para os estudantes que estão se submetendo ao Exame”, destacou.

Primeiro dia

Neste domingo (5) foi o primeiro dia do Enem, com provas de redação, linguagens (língua portuguesa e língua estrangeira) e ciências humanas (geografia, história, filosofia, sociologia e conhecimentos gerais). O segundo dia de provas será em 12 de novembro, com questões de matemática e ciências da natureza.

Este é o primeiro ano que o Enem é realizado em dois domingos consecutivos. Até o ano passado, as provas eram realizadas em um único fim de semana – sábado e domingo.

 A TRIBUNA ON-LINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo Confidencial com o Professor e Escritor Endrison dos Santos

    O professor e agora de fato escritor foi surpreendido com um arquivo confidencial pelas amigas e familiares! O escritor comentou ao noss...