sábado, 26 de março de 2016

Poemas e poesias do RN


BRASIL DA INDIFERENÇA

Brasil da Corrupção
Uma guerra não vencida
O desemprego, a fome
A renda mal dividida

Trava o combate do filho
Pela batalha da vida.
Brasil da desigualdade
Indigência, conflitos sociais

Os pobres sem moradia.
Ricos em mansões colossais
Não ver que a justiça divina
Prega por todos iguais.

Vou fazer prece aos céus
Pra mudar isso, talvez
Ao invés de fome, violência
Paz , comida sem escassez

E o Brasil não mais seja
Um erro português.


João Batista Rufino de Souza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Na escola e na avenida, os nossos versos do dia a dia são repletos de poesia

     Na tarde do dia 08 de setembro de 2022, o autor do livro "Poemas do meu viver", Endrison dos Santos, desfilou no desfile cívi...