segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

A Paraíso do Tuiuti trouxe o presidente Michel Temer para a Avenida



Depois de uma passagem trágica pela Sapucaí em 2017, com um acidente com sua última alegoria que causou a morte da radialista Liza Carioca, a Paraíso do Tuiuti levou um Carnaval de crítica social para a avenida na madrugada desta segunda-feira (12). Com o enredo “Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?”, sobre os 130 anos da Lei Áurea, a escola trouxe o tema para o presente no último setor do desfile, mostrando com muita ironia que a escravidão permanece até hoje, mas de forma diferente. O último carro representou um novo navio negreiro, com o presidente Michel Temer transformado em um “Vampiro Neo Liberalista”, e batedores de panela (em referência aos protestos contra o governo do PT), também lembrados nas fantasias da ala “Manifestoches”, com a característica camisa da seleção brasileira de futebol. A arquibancada respondeu à passagem da alegoria com gritos de “Fora, Temer”. As reformas trabalhista e da previdência foram criticadas em alas como a “Guerreiros da CLT”, que também lembraram o trabalho precário em fazendas e confecções. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Na escola e na avenida, os nossos versos do dia a dia são repletos de poesia

     Na tarde do dia 08 de setembro de 2022, o autor do livro "Poemas do meu viver", Endrison dos Santos, desfilou no desfile cívi...